MAÇONARIA MAFIOSA PORTUGUESA

Publicado: 05/01/2012 em Uncategorized

MAÇONARIA MAFIOSA PORTUGUESA

Luís Montenegro é um dos nomes que integra a lista de convidados para um jantar em julho, reservado a membros da loja Mozart.

O jantar, que acabou por ser cancelado por falta de quórum, pretendia juntar os membros da influente loja maçónica num debate onde o orador principal seria Joaquim Aguiar, um convidado externo à loja e que foi assessor político de Ramalho Eanes e Mário Soares.

O líder parlamentar do PSD – que esta semana se recusou a dizer se pertencia ou não à loja – teve o primeiro contacto com a Mozart em 2008 e nunca deixou de ser convocado para reuniões, apurou o Expresso.

A convocatória do jantar prova que o seu nome continuava ligado a esta loja pelo menos até julho do ano passado, altura em que o Expresso divulgou as primeiras ligações perigosas entre os serviços secretos, a Ongoing e esta loja maçónica.

No jantar estariam alguns políticos do PSD e do PS e vários altos quadros da Ongoing, o grupo empresarial que tem a “fatia de leão” desta polémica loja maçónica.

A convocatória, que tem um texto claramente ligado à maçonaria, foi feita por Nuno Manalvo – também militante do PSD -, ex-chefe de gabinete de Isaltino Morais e que chegou a ter alguma importância no partido durante a liderança de Durão Barroso.

comentários
  1. Salvador Costa disse:

    Estrutura dirigente da GLRP

    Mário Martins Guia – Grão-mestre / Norton de Matos
    José Moreno – Vice-grão-mestre / Mercúrio
    Júlio Meirinhos – Vice-grão-mestre / Rigor
    Paulo Noguês – Assistente de grão-mestre / Brasília
    Luís Lopes – Assistente de grão-mestre / Marquês de Pombal
    R. LeIé – Assistente vice-grão-mestre moreno/ Mestre Afonso Domingues
    A. Rente – Assistente vice-grão-mestre meirinhos / Egitânia
    José Coelho Antunes – Grande secretário/ Norton de Matos
    I. Fonseca – Vice-grande secretário / Norton de Matos
    Manuel Martins da Costa – Assistente de / grande secretário / Marquês de Pombal
    Mário Gil Damião da Silva – Assistente de grande secretário/ Norton de Matos
    J. A. Ferreira – Grande correio-mor / Estrela da Manhã
    Alcides Guimarães – Primeiro grande vigilante / Rei Salomão
    L Homem – Segunda grande vigilante / Conímbriga
    Augusto Castro – Vice-primeiro grande vigilante / Anderson
    R. Cruz – Vice-segundo grande vigilante / Portus Calle
    Francisco Queiroz – Grande capelão / Teixeira de Pascoaes
    Benito Martinez – Vice-grande capelão / Quinto Império
    Mário Máximo – Grande orador / Nova Avalon
    H. Veiga – Vice-grande orador / Bispo Alves Martins
    Vítor Gabão Veiga – Grande hospitaleiro e esmoler / Soliditas
    António Vicente – Grande arquivista e bibliotecário/ Harmonia
    Arnaldo Matos – Grande porta-estandarte / Miramar
    Manuel Cabido Mota – Grande superintendente e guardião do templo / Harmonia
    Luís Honrado Ramos – Grande mestre de cerimónias / Almeida Garrett
    Miguel Cardina – Primeiro grande experto / Mestre Afonso Domingues
    Luís Pombo – Segunda grande experto / Miramar
    Esmeraldo Mateus Vivas – Segundo grande experto / Marquês de Pombal
    Manuel Pinto – Grande organista / Porto do Graal
    Nuno Jordão – Grande porta-espada/ Nova luz
    J. Ruah – Grande inspector/ Mestre Afonso Domingues
    João Oliveira e Silva – Grande inspector/ Fernando Pessoa
    Edgar Gencsi – Grande inspector/ Miramar
    Manuel Sacavém – Grande inspector / Lusitânia
    Nuno Silva – Vice-grande inspector / Fernando Pessoa
    José Fernando d’Alte – Vice-grande inspector / Almeida Garrett
    G. Ribeiro – Vice-grande inspector/ Aristides Sousa Mendes
    Manuel Tavares Oliveira – Vice-grande inspector / Anderson
    José Oliveira Costa – Assistente grande inspector / Bispo Alves Martins
    Armando Anacleto – Assistente grande inspector / Egitânia
    António Delfim Oliveira Marques – Assistente grande inspector / Egas Moniz
    Jorge Vilela Carvalho – Assistente grande inspector/ Astrolábio
    Paulo Albuquerque – Assistente grande inspector / Lusitânia

    Membros do governo e deputados

    Nomes que são da maçonaria ou, em algum momento, foram membros:

    Rui Pereira (actual ministro da Administração Interna e ex-director dos serviços secretos)
    António Castro Guerra (actual secretário de Estado adjunto, da Indústria e Inovação)
    António Arnaut (ex-ministro socialista)
    Jorge Coelho (ex-ministro socialista)
    António Vitorino (ex-rninistro socialista, entretanto expulso do GOL)
    Isaltino Morais (ex-ministro social-democrata e actual presidente da Câmara de Oeiras)
    Almeida Santos (ex-ministro e ex-presidente do Parlamento)
    João Cravinho (ex-ministro socialista)
    Armando Vara (ex-ministro PS e actual administrador da CGD)
    Rui Gomes da Silva (deputado e ex-ministro do PSD)
    Carlos Zorrinho (ex-secretário de Estado PS e coordenador do Plano Tecnológico)
    Fausto Correia (eurodeputado e ex-secretário de Estado socialista)

    Juristas, diplomatas e espiões

    António Lamego (advogado)
    António Pinto Pereira (advogado)
    José António Barreiras (advogado)
    Diamantino Lopes (ex-vice-bastonário da Ordem dos Advogados)
    Rodrigo Santiago (advogado)
    Nuno Godinho Matos (advogado)
    Guerra da Mata (advogado)
    Miguel Cardina (advogado)
    Manuel Pinto (advogado)
    Luís Moitinho de Oliveira (advogado)
    Ricardo Sá Fernandes (advogado e ex-secretário de Estado dos Assuntos Fiscais do PS)
    Ricardo da Velha (desembargador jubilado e ex-participante no programa televisivo “O Juiz Decide”)
    Jorge Silva Carvalho (chefe de gabinete de Júlio Pereira, director do Serviço de Informações da República Portuguesa)
    José Manuel Anes (director da revista Segurança e Defesa)
    José Fernandes Fafe (diplomata)
    Fernando Reino (diplomata jubilado)

    Gestores, médicos e militares

    Abel Pinheiro (administrador da Grão-Pará)
    Maldonado Gonelha (administrador da Caixa Geral de Depósitos e ex-ministro da Saúde socialista)
    Fernando Lima Valadas (gestor da construtora Abrantina)
    Amadeu Paiva (administrador da Unicre)
    Carlos Monjardino (presidente da Fundação Oriente)
    José Miguel Boquinhas (médico, presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental e ex-secretário de Estado socialista)
    Germano de Sousa (ex-bastonárioda Ordem dos Médicos)
    Cipriano Justo (médico e sindicalista)
    Jacinto Simões (médico e ex-director do Hospital de Santa Cruz)
    Santinho Cunha (médico legista)
    Vasco Lourenço (militar de Abril)
    Palma lnácio (ex-resistente antifascista)

    Professores, arquitectos, escritores, músicos e outros

    José Júlio Gonçalves (ex-reitor da Universidade Moderna)
    António de Sousa Lara (professor e exsubsecretário de Estado da Cultura socialdemocrata)
    Lemos de Sousa (professor catedrático)
    Jorge de Sá (professor e director da empresa de sondagens Aximage)
    Fernando Condesso (professor)
    José Manuel Fava (arquitecto e ex-sogro de José Sócrates)
    Troufa Real (arquitecto)
    José Jorge Letria (escritor)
    Mário Zambujal (escritor)
    José Fanha (escritor)
    Fausto (cantor)
    Carlos Alberto Moniz (cantor)
    José Nuno Martins (apresentador)
    Nicolau Breyner (actor)
    Moita Flores (argumentista e presidente da Câmara Municipal de Santarém)
    Henrique Monteiro (director do jornal Expresso)
    João Proença (secretário-geral da UGT)

    (…)

    A. Rente – (GLRP) – Assistente vice-grão-mestre meirinhos / Egitânia. Abel Pinheiro (administrador da Grão-Pará e ex-homem forte das finanças do CDS “assume uma ligação de mais de 20 anos à maçonaria”), arguido no processo judicial Portucale. Alcides Guimarães – (GLRP) – Primeiro grande vigilante / Rei Salomão Almeida Santos (ex-rninistro e ex-presidente do Parlamento). Amadeu Paiva (administrador da Unicre). António Arnaut, (PS) em 1978, ex-ministro dos Assuntos Sociais em 2002, assinava uma declaração de princípios que denunciava a corrupção e o compadrio nos partidos políticos, defendendo-se até a existência de um “novo tipo de prática maçónica”. António Castro Guerra (actual secretário de Estado adjunto, da Indústria e Inovação). António de Sousa Lara (ex-subsecretário de Estado da Cultura de um governo de Cavaco Silva e professor e ex-subsecretário de Estado da Cultura, social-democrata, que acabou envolvido no escândalo da Universidade Moderna). António Delfim Oliveira Marques – (GLRP) – Assistente grande inspector / Egas Moniz. António Lamego (advogado). António Pinto Pereira (advogado). António Reis, ex-deputado sodalista, grão-mestre do Grande Oriente Lusitano (GOL). António Vicente – (GLRP) – Grande arquivista e bibliotecário / Harmonia . António Vitorino (antigo ministro socialista da Defesa e excomissário europeu), entretanto expulso do GOL. Armando Anacleto – Assistente grande inspector / Egitânia. Armando Vara, depois de ter desempenhado as funções de secretário de Estado da Administração Interna, foi nomeado ministro da Juventude e do Desporto. Hoje é administrador da Caixa Geral de Depósitos, nomeado pelo Governo. Arnaldo João (advogado da ex-EPUL). Arnaldo Matos – (GLRP)- Grande porta estandarte / Miramar. Augusto Castro – (GLRP) – Vice-primeiro grande vigilante/ Anderson. Benito Martinez – (GLRP)- Vice-grande capelão / Quinto Império. Cal Gonçalves, (GLRP),antigo chefe de gabinete de Carmona Rodrigues é maçon. O mesmo sucede com vários membros da oposição no PS Lisboa. Carlos Alberto Moniz (cantor). Carlos Monjardino (presidente da Fundação Oriente). Carlos Zorrinho, ex- secretário de Estado adjunto do ministro da Administração Interna e coordenador do Plano Tecnológico, entrou há pouco para o GOL. Cipriano Justo (médico e sindicalista) Diamantino Lopes (ex-vice-bastonário da Ordem dos Advogados). Dias Baptista (líder do PS na autarquia/Lisboa). Edgar Gencsi – (GLRP)- Grande inspector / Miramar. Emanuel Martins (líder do PS de Oeiras, apoiante de Isaltino de Morais na Câmara). Esmeraldo Mateus Vivas – (GLRP) – Segundo grande experto / Marquês de Pombal. Eugénio de Oliveira, coronel, [GOL] grão-mestre, (de 1996/02) que usava o nome simbólico de Gandhi na Loja O Futuro, onde esteve Afonso Costa; defendeu maior divulgação da natureza e dos princípios do GOL. Fausto (cantor). Fausto Correia, – (PS) euro-deputado, outro histórico do Grande Oriente Lusitano; em 2000, no governo de Guterres, ocupou o cargo de secretário de Estado adjunto do ministro de Estado, o seu amigo e “irmão” Jorge Coelho. Fernando Condesso (professor). Fernando Lima Valadas (gestor da construtora Abrantina). Fernando Reino (diplomata jubilado). Francisco Queiroz – (GLRP) – Grande capelão / Teixeira de Pascoaes. G. Ribeiro – (GLRP)- Vice-grande inspector/ Aristides Sousa Mendes. Germano de Sousa (ex-bastonárioda Ordem dos Médicos. Outro elemento do GOL). Gonçalo Velho (PS de Carnide). Guerra da Mata (advogado). H. Veiga – (GLRP) – Vice-grande orador / Bispo Alves Martins. Henrique Monteiro (director do jornal Expresso); I. Fonseca – (GLRP)- Vice-grande secretário / Norton de Matos. Isaltino Morais (ex-ministro social-democrata e actual presidente da Câmara de Oeiras) PSD. J. A. Ferreira – (GLRP) – Grande correio-mor / Estrela do Manhã. J. Ruah – (GLRP) – Grande inspector/ Mestre Afonso Domingues. Jacinto Simões (médico e ex-director do Hospital de Santa Cruz). João Cravinho (ex-ministro socialista das Obras Públicas e actual administrador do Banco Europeu para a Reconstrução e Desenvolvimento). João Oliveira e Silva – (GLRP)- Grande inspector/ Fernando Pessoa. João Proença (secretário-geral da UGT). João Soares (ex-presidente da Câmara Municipal de Lisboa), GOL, é um maçon sui generis. Na sua loja recusa-se terminantemente a usar o tradicional avental, por considerar que é “abichanado”. Jorge Coelho – (ex-ministro socialista um dos mais influentes militantes da história do Partido Socialista enquanto ministro da Administração Interna, teve como secretário de Estado em 1997, Rui Pereira. Jorge de Sá (professor e director da empresa de sondagens Aximage). Jorge Silva Carvalho (chefe de gabinete de Júlio Pereira, director do Serviço de Informações da República Portuguesa – SIRP). Jorge Vilela Carvalho – (GLRP) – Assistente grande inspector/ Astrolábio. José António Barreiras (advogado). José Braga Gonçalves (membro da maçonaria da Casa do Sino; administrador da Universidade Moderna). José Coelho Antunes – (GLRP) – Grande secretário/ Norton de Matos. José Fanha (escritor). José Fernandes Fafe (diplomata). José Fernando d’Alte – (GLRP) – Vice-grande inspector / Almeida Garrett. José Jorge Letria (escritor). José Júlio Gonçalves, (GLRP) ex-reitor da Universidade Moderna. José Manuel Anes, além de ser hoje grão-mestre honorário da GLRP, é director da revista maçónica Aprendiz e da publicação Segurança e Defesa, lançada em Outubro de 2006 pela editora Diário de Bordo, e onde escrevem vários elementos ligados aos serviços secretos.José Manuel Fava (arquitecto e ex-sogro de José Sócrates). José Miguel Boquinhas (médico, presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental e exsecretário socialista de Estado da Saúde) maçon e amigo de Jorge Coelho, de quem passou a ser sócio numa clínica de exames laboratoriais, a Fisiocontrol. José Moreno – (GLRP) – Vice-grão-mestre / Mercúrio (social democrata, subdirector do Gabinete de Planeamento do Ministério das Finanças). José Nuno Martins (apresentador). José Oliveira Costa – (GLRP)- Assistente grande inspector / Bispo Alves Martins. Júlio Meirinhos – (GLRP) – Vice-grão-mestre / Rigor. L Homem – (GLRP) – Segunda grande vigilante / Conímbriga. Lemos de Sousa (professor catedrático). Luís Fontoura, social democrata e ex-secretário de Estado da Cooperação dos governos de Balsemão. Luís Honrado Ramos – (GLRP) – Grande mestre de cerimónias / Almeida Garrett . Luís Lopes – (GLRP) – Assistente de grão-mestre / Marquês de Pombal. Luís Moitinho de Oliveira (advogado) . Luís Nunes de Almeida, o ex-presidente do Tribunal Constitucional (TC) falecido em 2004, mestre da Loja Convergência. (Rito maçónico efectuado abusivamente na Capela mortuária da Basílica da Estrela ). Luís Pombo – (GLRP) – Segundo grande experto / Miramar. Maldonado Gonelha (socialista, administrador da Caixa Geral de Depósitos e ex-ministro da Saúde) Manuel Cabido Mota – (GLRP) – Grande superintendente e guardião do templo / Harmonia. Manuel Martins da Costa – (GLRP) – Assistente de / grande secretário / Marquês de Pombal. Manuel Pinto – (GLRP) – Grande organista / Porto do Graal – (advogado). Manuel Sacavém – (GLRP) – Grande inspector / Lusitânia. Manuel Tavares Oliveira – (GLRP) – Vice-grande inspector / Anderson. Mário Gil Damião da Silva – (GLRP) – Assistente de grande secretário/ Norton de Matos. Mário Martins Guia – (GLRP) – Grão-mestre / Norton de Matos – (escritor). Mário Máximo – (GLRP) – Grande orador / Nova Avalon. Mário Zambujal (escritor). Miguel Almeida, social-democrata maçon, que terá sido o braço direito de Santana Lopes na Câmara de Lisboa. Miguel Cardina – (advogado) (GLRP) – Primeiro grande experto / Mestre Afonso Domingues. Miguel Coelho, líder da distrital do partido. Miguel de Almeida (deputado; ex-vereador social democrata do GOL). Moita Flores (argumentista e presidente da Câmara Municipal de Santarém).Nandim de Carvalho (ex-grão-mestre da GLRP). Nicolau Breyner (actor). Nuno Godinho Matos (advogado). Nuno Jordão – (GLRP) – Grande porta-espada/ Nova luz. Nuno Silva – (GLRP) – Vice-grande inspector / Fernando Pessoa. Oliveira Marques, (GLRP) historiador que morreu recentemente. Palma lnácio (ex-resistente antifacista). Paulo Albuquerque – (GLRP) – Assistente grande inspector / Lusitânia. Paulo Miranda, o homem que foi vice-presidente do Conselho Nacional do CDS. Paulo Noguês – (GLRP) – Assistente de grão-mestre / Brasília – (especialista em marketing político e institucional). R. Cruz – (GLRP) – Vice-segundo grande vigilante / Portus Calle. R. Lelé – (GLRP) – Assistente vice-grão-mestre moreno/Mestre Afonso Domingues. Ricardo da Velha (desembargador jubilado e ex-participante no programa televisivo O Juiz Decide). Ricardo Sá Fernandes (advogado e ex-secretário de Estado dos Assuntos Fiscais do PS, no executivo de Ant. Guterres). Rodrigo Santiago (advogado). Rosa do Egipto (recém nomeado administrador da EPUL). Rui Cunha, um maçon do GOL recentemente nomeado pelo Governo para provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, foi secretário de Estado adjunto do ministro do Trabalho e da Solidariedade. Rui Gomes da Silva (deputado e ex-ministro do PSD). Rui Paulo de Figueiredo (membro da oposição no PS / Lisboa / Loja Mercúrio). Rui Pereira, – um dos nomes mais fortes do GOL, fez parte da Loja Convergência, participou na Reforma Penal e na presidência-sombra do Supremo Tribunal Maçónico da Loja Luís Nunes de Almeida. Integra o Tribunal Constitucional. É o actual ministro da Administração Interna. Foi director, entre 1997 e 2000, do Serviço de Informações de Segurança (SIS) e mantém desde então relações próximas com o mundo da espionagem portuguesa. Foi secretário de estado da Admin. Interna. Santinho Cunha (médico legista). Troufa Real (arquitecto). Vasco Lourenço (militar de Abril). Vítor Gabão Veiga – (GLRP) – Grande hospitaleiro e esmoler / Soliditas. Vítor Ramalho, deputado do PS e maçon assumido.

    Senhoras “maçans” da Grande Loja Feminina de Portugal

    * Ana Bela Pereira da Silva, presidente da Associação Portuguesa das Mulheres Empresárias. * Helena Sanches Osório, jornalista já falecida, uma das fundadoras da GLFP. * Leonor Coutinho, mestre na Grande Loja Feminina de Portugal. Ex-secretária de Estado da Habitação do governo de António Guterres. * Maria Belo (psicanalista; militante socialista (PS); Grande Loja Feminina de Portugal fundada em 1983.

    Mulheres vendadas

    “Se a solidariedade entre ‘irmãs’ existe, eu nunca a vi.”

    Quem o afirma à SÁBADO é um membro da Grande Loja Feminina de Portugal (GLFP), a obediência maçónica criada em 1983, entre outras, pela psicanalista e militante socialista Maria Belo, numa antiga garagem com uma gruta por trás. Maria Belo e as “irmãs” – entre elas a já falecida jornalista Helena Sanches Osório decidiram chamar a essa primeira loja Unidade e Mátria. Tornou-se conhecida por ser muito rigorosa no cumprimento do ritual. “Lá, o segredo é mesmo a alma do negócio. No dia da minha iniciação, meteram-me num carro e andaram comigo a passear de olhos vendados para não imaginar sequer para onde ia. Elas levam a promoção do secretismo até ao ridículo e as figuras de topo guardam toda a informação para si. Se quiser saber nomes de outros elementos, não me dizem. Querem manter o poder”, afirma o mesmo membro, que ainda hoje não convive bem com o facto de ter de dizer sempre uma palavra passe para entrar na sede da GLFP nem com a obrigatoriedade de terem de ser as candidatas à irmandade a confeccionar à mão o seu traje maçónico. “Disseram-me que tinha de ser eu a cosê-lo… Fui a casa da minha mãe e ela ajudou-me”, diz. A sede da GLFP situa-se em Lisboa, junto ao Largo do Adamastor. Entre os seus membros estão Leonor Coutinho, ex-secretária de Estado da Habitação do governo de António Guterres, e Ana Bela Pereira da Silva, presidente da Associação Portuguesa das Mulheres Empresárias (…)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s